Esperar pela festa

baloes

Hoje eu vou dividir com você uma conversa muito especial que tive com a minha avó, uma lembrança gostosa e um aprendizado para o resto da vida.

Era madrugada. Passavam das 4 da manhã quando minha irmã e eu chegamos na casa da vovó. O cabelo não estava mais tão bem arrumado, o batom da boca já tinha acabado e o sapato de salta já estava nas nossas mãos. Cansadas, não conseguíamos dar mais nenhum passo e o sofá era, naquele momento, o lugar mais confortável que nós podíamos imaginar. Essa era a cena e a sensação da volta de um casamento de uma amiga.

A vovó nos esperava acordada para saber todos os detalhes daquele grande dia. Minha irmã e eu não tínhamos muito para contar. A noiva entrou na igreja, ambos disseram sim quando o padre perguntava se um aceitava o outro como marido ou mulher, depois fomos a festa. Encontramos com os amigos de sempre, e não havia muita novidade para contar. A cor da roupa de uma, a gravata do outro, o jeito de um dançar, do outro comer… E embora nada de novo estivesse acontecendo, a vovó sentia em nós a alegria daquela noite que, de alguma forma, tinha sido especial.

A vovó então começou a lembrar o dia em que fomos comprar os nossos vestidos para a festa, do chá de cozinha da nossa amiga, da visita feita quando ela nos entregou o convite, antes disso, quando nos reunimos e ela nos contou que havia marcado a data do casamento. Lembrou também da compra do presente, enfim, de todos os itens e dias especiais que se sucederam até a data tão esperada.

Revimos cada passo. A cada um deles sentimos uma infinita quantidade de boas lembranças. Estava pronto o ambiente para a vovó dizer: – Está vendo só como a vida é. O melhor da festa é esperar por ela. Não deixem de curtir todos os preparativos para qualquer ocasião especial. Curta cada aniversário, cada natal, cada passagem de ano. Curta cada uma das férias, cada viagem, mesmo as curtinhas. São esses momentos, os preparativos de cada data, cada comemoração que fará um baú de boas lembranças da sua vida. E é nesse baú que você buscará forças e bons motivos para seguir em frente quando as coisas não andarem muito bem em sua vida. São as lembranças, a falta de economia em sorrisos largos e abraços apertados que nos fazem continuar num momento de dor. A expectativa de esperar pelos bons momentos faz com que os maus momentos passem mais rápido.

Relembrei toda a preparação do casamento da minha amiga. Relembrei também outros momentos que havia vivido. A primeira vez que andei de avião, a primeira vez que estive de frente ao Cristo Redentor, na cidade maravilhosa… Tudo se tornou maior e mais especial porque tinha muita expectativa naquele momento.

Tornei-me uma festeira de carteirinha, não tenho o menor pudor em me emocionar, em curtir, em me alegrar, mesmo com as menores coisas. Invento, busco novidades e conto cada passo das festas que eu preparo. Um café da manhã com amigas, um almoço em família, uma tarde com café e bolo com minhas sobrinhas… Fiz até o “aniversário de ninguém”, porque naquele dia, ninguém fazia aniversário. Tudo vale como um grande acontecimento, afinal… O melhor da festa é, realmente, esperar por ela.